lançamento.gif

QUANDO PERCEBI QUE O AMOR JÁ ESTAVA AQUI

Foi extraordinário o dia que percebi que o grande amor da minha vida já estava aqui.

Foi extraordinário o dia que percebi que o grande amor da minha vida já estava aqui.

Há muito mais tempo do que eu pensava, construindo dias de algodão para mim.

Foi incrível perceber que esse amor me amava acima das minhas falhas e acertos

Foi tocante estar ali, e me dar conta, que não, eu não sabia o que era amor...

Eu orava e orava, “Senhor traz o amor da minha vida”, e de uma forma tão estranha esse amor não chegava, ou aliás, chegou e partiu de formas despedaçantes, me dei conta, é claro, de que não eram amor.


Mas continuava orando, e parece que sempre que eu fazia aquela oração, tinha um algo atrás da nuvem, tinha algo como um sino tentando chamar minha atenção, de que talvez o amor da minha vida não tivesse um rosto visível, nem voz audível, talvez nem me abraçasse fisicamente, mas me estava me levando ao céu espiritualmente.

Continuei ali, falhei, cai, levantei, ajustei, tudo com a ajuda desse amor...


Caminhei, chorei, sorri, cantei, choraminguei, cantarolei. Dancei até com ele, esse amor, mas continuava com meus olhos em outro amor, achando que nesse encontraria a completude que falta em nosso interior.

Até risquei na parede um pedido de oração: “Encontrar o meu amor”. E orei, pedindo que ela fosse aquela mulher incrível e única que amasse Deus sobre todas as coisas. E foi aí, aí! Logo aí, que me dei conta, de que meu amor já havia chegado, eu já o tinha encontrado, era o mesmo que me acompanhava desde o dia que nasci, aliás, antes de eu ser formado no ventre da minha mãe.

Ele tava lá. Ele continuou lá. Ele continuará lá. E ele se revelou finalmente como o amor da minha vida, com aquele sentimento de pertencimento e tudo. De dar saudade, de jogar beijos para o céu, de chorar em seu colo, de sorrir caminhando de mãos dadas. O amor era Deus, de uma forma que eu até esqueço às vezes que ele é Deus, porque o seu abraço completa apenas a minha pequenez de um ser-humano, sem pretensão de colocar o universo em meus ombros.

Mas por muito tempo ele era apenas Deus. Alguém, ou no caso, "O alguém", que eu precisava respeitar, jejuar, orar, dar a oferta, pedir perdão pelos pecados. Mas bem, ele não era o amado que eu podia me jogar no colo e falar dos bobos sonhos de me casar ao ar livre, perto do meio-dia. Ele não era alguém pra eu dizer "eu te amo", nem que tava chateado, Ele era o general dos exércitos dos anjos, não alguém que se preocuparia com o meu teste de direção, a faculdade, o sonho de ser pai. E foi aí, no meio da busca maior por um amor de uma vida aqui, que encontrei o amor da minha vida para sempre. E bem, como ele sempre foi gentil e amável, foi ele que se revelou, quando finalmente decidi responder ao seu amor, não como pó, nem como servo, mas como filho amado em quem Ele se alegra.


Oro para que você O encontre, vai por mim, sua vida nunca mais será a mesma!



| Todos os direitos reservados por Ivan Bittencourt Jr. É permitido o compartilhamento desta postagem e de pequenos trechos com citação do autor. É proibido a reprodução total deste texto em outro site.| Foto: PixaBay


335 visualizações
yay for black friday!.gif

CONTATO

Compre meus livros em Editora Doze 2  // Loja // Políticas
E-mail: ivanbittencourt@outlook.com
Contato Comercial (vendas e agenda): +5551 993595205
Se inscreva e receba primeiro os meus textos.
  • telegram-icon-iconfinder
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon
  • TikTok
  • hghjhkgghkghk
  • Preto Ícone Amazon
  • SKOOB

© 2016-2020 by Bittencourt Branding | All Rights Reserved | Ivan Bittencourt Jr CPF 01788423038 | Entrega de 5 a 15 Dias úteis 

Avenida Independência, 588 -  Guaíba/RS 9728-300